Revestimentos especiais. Serviços de pintura elotrostática, epóxi e poliéster.
  • TRATAMENTO DE SUPERFICIE VIA FOSFATIZACAO DE ZINCO.jpg

Serviços

TRAT. SUPERFÍCIE FOSFATIZAÇÃO DE ZINCO

TRAT. DE SUPERFÍCIE VIA FOSFATIZAÇÃO DE ZINCO 

Trata-se de um processo de imersão composto por oito etapas:

 

 

 

I)     DESENGRAXANTE PARA METAIS FERROSOS (Saloclean 619L)

 

 a.  Finalidade: indicado no tratamento inicial de peças de ferro e aço, para a remoção de óleos, graxas e os mais variados tipos de gorduras;

 

b.  Concentração: 3 a 10% do volume de água;

 

c.   Temperatura: 45 a 85°C;

 

d.  Tempo: 05 a 15 minutos;

 

e.  Características: é um produto líquido, de coloração castanha, reação fortemente alcalina, excelente solubilidade em água, utilizado na limpeza de peças de ferro e aço, removendo da superfície óleos, graxas e contaminantes das operações anteriores.

 

f.    Composição Química: é formulado à base de sais de sódio, emulsionantes, tensoativos não iônicos e umectantes.

 

 

 

II)   ENXÁGUE

 

 a.  Finalidade: pós o desengraxe é muito importante que haja um enxágue adequado, com água corrente, para evitar arraste para os estágios subseqüentes;

 

b.  O pH deve estar entre 7 e 8.

 

 

 

III)REFINADOR (Salocoloid 510)

 

 a.  Finalidade: é um produto em pó para ser usado como refinador externo em sistemas de fosfatização de zinco a frio;

 

b.  Concentração: 0,10 a 0,12 % do volume de água;

 

c.   Temperatura:  ambiente;

 

d.  Tempo: 30 a 60 segundos;

 

e.  Características: pó branco, solto, de baixa alcalinidade, não corrosiva para superfícies metálicas. Devido a sua camada mais fina de fosfato, proporciona menor consumo de tinta;

 

f.    Composição Química: sais de titânio coloidal e sais orgânicos.

 

 

 

IV)ENXÁGUE

 

 a.  Novamente o processo de enxágue se faz necessário para as etapas finais de pré-tratamento da superfície;

 

b.  O pH da água deve estar entre 9 e 10.

 

 

 

V)   FOSFATO DE ZINCO (Salofós 715)  

 

 a.  Finalidade: indicado na fosfatização de peças de ferro e aço em processo que antecede a pintura, fornecendo maior ancoragem ao tratamento final;

 

b.  Concentração: 10% do volume de água;

 

c.   Temperatura: ambiente;

 

d.  Tempo: 10 minutos;

 

e.  Características: trata-se de um produto líquido, límpido, levemente esverdeado com características ácidas, densidade 1,324g/L, especialmente formulado para ser utilizado em processos de fosfatização por imersão produzindo camadas microcristalinas em superfícies de ferro e aço;

 

f.    Composição Química: ácidos minerais, sais de zinco, fosfatos ácidos e tensoativos.

 

 

 

VI)ACELERADOR (Salotex 903)

 

 a.  Finalidade: trata-se de um produto utilizado como aditivo para acelerar processos de fosfatização a frio;

 

b.  Concentração: 0,1% do volume de água;

 

c.   Temperatura: ambiente;

 

d.  Tempo: 10 minutos;

 

e.  Características: sal cristalino, sem cheiro, solúvel em água;

 

f.    Composição Química: nitrito de sódio e complexante de ferro.

 

 

 

VII)   SELADOR (Salomix 301)

 

 a.  Finalidade: indicado para a utilização como selante dos processos de fosfatização de ferro e aço. Veda os poros da camada e com isso aumenta a resistência contra corrosão do acabamento;

 

b.  Concentração: 0,12% do volume de água;

 

c.   Temperatura: ambiente;

 

d.  Tempo: 15 a 45 segundos;

 

e.  Características: líquido denso de cor marrom escuro, com propriedades ácidas sendo utilizado em processos de fosfatização;

 

f.    Composição Química: ácidos minerais, ácido crômico, tensoativos e anticorrosivos.

 

 

 

VIII) EVAPORAÇÃO DO TRATAMENTO QUÍMICO E ELIMINAÇÃO DE RESÍDUOS

 

Esse passo é importante para que resíduos líquidos do tratamento, localizados entre peças sobrepostas por solda ou outro meio de fixação, sejam expulsos pelo aquecimento da peça em estufa climatizada em 100°C, imediatamente após o processo de tratamento, preparando a peça para o processo de pintura. Após esta etapa, um jato de ar comprimido é lançado sobre a peça eliminando possíveis resíduos proveniente do processo sofrido durante o tratamento.